A evidenciação dos investimentos pelos governos nacionais do continente americano e a percepção de risco pelo mercado: um estudo exploratório

This abstract has open access
Abstract Summary
Situações particulares envolvendo a evidenciação dos investimentos em outras entidades não é exclusividade do Brasil. As regras sobre a consolidação das demonstrações em outros países, no atual estágio, nem sempre estão alinhadas com a visão proposta pela IPSAS 35. Há países que divulgam apenas as demonstrações que abrangem o governo central (apenas os ministérios e/ou departamentos governamentais e agências estatais), excluindo da consolidação os entes descentralizados. Há países que consolidam apenas algumas empresas, considerando um critério específico, como por exemplo as estatais dependentes, no caso do Brasil. E há, ainda, países que consolidam todos os entes públicos (incluindo os entes subnacionais), sem que haja uma relação de controle entre as entidades que compõem as demonstrações consolidadas. O estudo trata da relação entre o nível de evidenciação de investimentos e a percepção de risco pelo mercado. Os investimentos societários são materialmente relevantes para os entes nacionais e a forma de evidenciá-los pode impactar a percepção de risco pelo mercado. Por meio da abordagem da teoria da sinalização de Spence (1973) formulou-se a hipótese de que o mercado reagiria de forma positiva a bons níveis de evidenciação. Utilizou-se como proxy para mensurar o nível de evidenciação o padrão IPSAS. Assim, por meio da técnica de análise de correspondência (ANACOR) múltipla foi possível mensurar uma proxy do nível de evidenciação. Na sequência, passou a utilização da técnica de análise gráfica, visando dispor de modo visual os países em relação a duas dimensões: (i) o nível de evidenciação; e (ii) a percepção do mercado. A partir da disposição gráfica, foi possível medir o grau de associação entre essas duas variáveis, com o apoio do teste qui-quadrado. Os resultados demonstram que há associação entre melhores (piores) níveis de evidenciação e melhor (pior) percepção de risco pelo mercado, o que sugere que os países do Continente Americano, premiados com melhor percepção de risco pelo mercado, vêm adotando as IPSAS, ainda que parcialmente. Foi possível visualizar grupos de países com características similares em termos de evidenciação. De modo geral, foi identificado que os países das Américas do Sul e do Norte tem maior nível de evidenciação que os países da América Central. Destaca-se, contudo, que não houve nenhuma ponderação sobre o porte desses países, pois nitidamente, os países da América Central são de menor porte (quer seja populacional, quer seja economicamente). O principal achado do trabalho foi verificar empiricamente associação entre nível de evidenciação e percepção de risco pelo mercado, o que sugere que os países do Continente Americano, mesmo na ausência de obrigatoriedade, vêm adotando, mesmo que parcialmente, as IPSAS, para sinalizarem ao mercado que possuem melhores condições e, consequentemente, influenciar a percepção de risco por parte dos agentes do mercado.
ID del abstract:
2019361568
Final Presentation File/Archivo Presentación :
If the file does not load, click here to open/download the file.
Eje temático propuesta :
2. Administración y gestión pública
Controladoria Geral da União
Auditor Federal de Finanças e Controle
,
Controladoria Geral da União
Professor
,
Universidade de Brasília - UNB

Similar Abstracts by Type

ID de la propuesta
Título
Tópico
Tipo Propuesta
Primary Author
2019931651
29 Estudios críticos en políticas públicas
Ponencia (documento en extenso para presentar en Madrid)
Rosana De Freitas Boullosa
2019971730
09 Innovaciones Sociales para el Desarrollo y Gestión de Ciudades
Ponencia (documento en extenso para presentar en Madrid)
Dr. Jeová Torres Silva Júnior
20191385
02 Políticas Públicas y derechos sociales
Ponencia (documento en extenso para presentar en Madrid)
Ms. Thaysa Sonale Almeida Silva
2019501631
37 Políticas de Seguridad Humana y Procuración de Justicia
Ponencia (documento en extenso para presentar en Madrid)
Dr. Wendell de Freitas Barbosa
2019561691
02 Políticas Públicas y derechos sociales
Ponencia (documento en extenso para presentar en Madrid)
Prof. Melina Ferreira
2019521633
04 Gobernanza Metropolitana
Ponencia (documento en extenso para presentar en Madrid)
Dr. Francisco Raniere Moreira Da Silva
2019831718
10 Controle Cidadão, Ação Pública e Coprodução
Ponencia (documento en extenso para presentar en Madrid)
Jones Barros
2019351686
17 La complejidad del servicio público. Realidad, transformaciones y retos
Ponencia (documento en extenso para presentar en Madrid)
Mrs. Alessandra Mendes Monteiro
2019581695
17 La complejidad del servicio público. Realidad, transformaciones y retos
Ponencia (documento en extenso para presentar en Madrid)
Mr. Maurício Dias Silva