A epidemiologia da Malaria: O desafio das Políticas Públicas na Amazônia Legal

This abstract has open access
Abstract Summary
A malária é considerada um problema de saúde pública em países onde há desigualdades sociais e econômicas. Essas desigualdades contribuem para prevalência da doença em grandes dimensões geográficas, em zonas subtropicais e tropicais contribuindo para manutenção das condições favoráveis à malária (WHO, 2016). As condições favoráveis como os fatores ambientais, socioeconômicos, culturais e demográficos permitem conhecer a dinâmica epidemiológica da malária no Brasil e traçar um mapa de controle, prevenção e combate à enfermidade. Os movimentos migratórios, a construção da infraestrutura de rodovias e hidrelétricas, os projetos de exploração de minérios e agropecuários, indivíduos em atividades em áreas rurais e garimpos têm determinados altos índices da doença na Amazônia Legal (SOUSA et al., 2015). É um desafio de ordem A Amazônia Legal (Pará, Amazonas, Amapá, Acre, Rondônia, Roraima, Tocantins, Maranhão, Mato Grosso) concentra de forma expressiva os casos de malária. É uma doença que exige a notificação no Sistema de Informação de Vigilância Epidemiológica (Sivep-Malária) de caso suspeito em até sete dias para geração automatizada de alertas (MS, 2015). A urgência dos alertas pela vasta incidência da malária necessita de uma ação conjunta do Estado e da sociedade civil para redução dos riscos de contaminação por meio de políticas públicas. As próprias peculiaridades da prevalência da malária no Brasil, seus fatores de riscos social e econômico tornam-se pouco prováveis a eliminação ou erradicação da doença na Amazônia Legal. É um desafio de ordem social, econômica e política pela sua forte repercussão na saúde da população envolvida. É uma doença perigosa pelo grau de gravidade que acomete especialmente crianças menores de cinco anos de idade e mulheres em período gestacional (WHO, 2016). O caráter de endemicidade da malária solicita ações de políticas públicas direcionadas à vigilância entomológica das áreas contaminadas pelo mosquito (SOUSA et al., 2015). O estudo se propõe descrever nos estados da Amazônia Legal os fatores que influenciam a prevalência da malária diante das práticas de prevenção de combate à doença. Palavras-chaves: política pública; malária; fatores; prevenção.
ID del abstract:
2019831718
Eje temático propuesta :
3. Análisis y evaluación de políticas públicas
DOUTOR
,
Universidade da Amazônia - UNAMA
Pesquisadora
,
Universidade da Amazônia - UNAMA
Estudante
,
Universidade da Amazônia - UNAMA
Licenciada (pós-doutorado)
,
Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas

Similar Abstracts by Type

ID de la propuesta
Título
Tópico
Tipo Propuesta
Primary Author
2019931651
29 Estudios críticos en políticas públicas
Ponencia (documento en extenso para presentar en Madrid)
Rosana De Freitas Boullosa
2019971730
09 Innovaciones Sociales para el Desarrollo y Gestión de Ciudades
Ponencia (documento en extenso para presentar en Madrid)
Dr. Jeová Torres Silva Júnior
20191385
02 Políticas Públicas y derechos sociales
Ponencia (documento en extenso para presentar en Madrid)
Ms. Thaysa Sonale Almeida Silva
2019501631
37 Políticas de Seguridad Humana y Procuración de Justicia
Ponencia (documento en extenso para presentar en Madrid)
Dr. Wendell de Freitas Barbosa
2019561691
02 Políticas Públicas y derechos sociales
Ponencia (documento en extenso para presentar en Madrid)
Prof. Melina Ferreira
2019521633
04 Gobernanza Metropolitana
Ponencia (documento en extenso para presentar en Madrid)
Dr. Francisco Raniere Moreira Da Silva
2019361568
33 Política financiera
Ponencia (documento en extenso para presentar en Madrid)
Mr. Vinicius Pereira
2019351686
17 La complejidad del servicio público. Realidad, transformaciones y retos
Ponencia (documento en extenso para presentar en Madrid)
Mrs. Alessandra Mendes Monteiro
2019581695
17 La complejidad del servicio público. Realidad, transformaciones y retos
Ponencia (documento en extenso para presentar en Madrid)
Mr. Maurício Dias Silva